Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria e o Silêncio

Há muitos silêncios, mas nenhum como os nossos - Poesia

Maria e o Silêncio

Há muitos silêncios, mas nenhum como os nossos - Poesia

08.04.21

Escalada

Silêncios

 

 

This photoshop contest is now closed. 45 creatives participated. View  results.

 

 

Subi a encosta íngreme da montanha da Vida.
Com esforço e paragens a meio.
Atrasos e mazelas no lombo.
Às vezes calos nas mãos, que suavizei.

 

Nas muitas quedas que dei, levantei-me.
Nas várias corridas que fiz, adiantei-me...
Ficando para os dias de menos força essa vantagem.
Umas vezes com dúvida, outras com coragem... 


Sentei-me no topo a apreciar a paisagem.
A recuperar o fôlego de tão exigente viagem. 
A pensar na descida que embora abrupta, seria mais veloz.
E como desde que nascemos, caminho fazemos...


Largadas as andas.
Perdidas as rodas, que foram os braços que nos tomaram nas mãos.
Correndo ou andando, mesmo acompanhados.
Vamos... sempre sós.

 

À medida que a base se aproxima de nós.
A dificuldade diminui e a terra se aplana.
Damos conta que aí, se nos acende mais o gosto, duplica-nos a chama.
Para mais e exigentes escaladas fazer...

Mas o tempo passou.
E o que restou...
Agarremos com força. Façamo-lo render.
Antes que na ampulheta, a areia evapore e só nos reste morrer